quarta-feira, 22 de abril de 2009

Coroa é a sua avó!


Do que me consta, realmente nada a comemorar, ranzinza eu? Experimente ir perdendo o ar enquanto amarra os sapatos !
Essas datas são pra mim um horror, sempre me lembro que a tendência é só piorar, dizem que se ganha experiência, sim muita, até porque se faz necessário muita experiência para estar sempre fazendo a dieta certa, cuidando do maldito colesterol, e o coração ? Por enquanto vai bem obrigado. Varizes, artroses, reumatismos, gota, osteoporose, menopausa, libido em baixa, Deus ! Afasta de mim essas velinhas, esse maldito bolo e as irritantes línguas de sogra.
Não vou, me recuso a falar das... rugas, esse amontoado de pele sob meus olhos, quero demitir-me de mim, quero minha cara de volta, aquela lisinha, pele de pêssego, devolvam-me os cabelos ainda castanhos sem branquelos intrusos a me fazerem gastar fortunas em “vermelhos intensos acaju”. Comemorar o que ?
É um tal de aumenta isso, diminui aquilo, o corpo vai ficando em forma, forma de barril, não me atrevo a usar mais aquelas sainhas que já arrancaram assobios, não me vejo ouvindo vaias, não sou mais eu, esta não sou mais eu, mesmo que me chamem pelo mesmo nome e, que no maldito CPF esteja lá gravado a minha real identidade.
Não me chamem de senhora, não me dêem lugar no ônibus, não me passem a frente nas filas e não me digam, “___ Tia, você no alto de sua experiência! “...
Comemorar o que ? Ando achando a juventude tão banal, a moda longe do meu bom gosto, a música tão aquém de minhas bossas, a noite tão grande e cansativa, o vizinho um chato barulhento e os sobrinhos um porre, sinais do tempo ou da idade?
Devolvam-me o que já fui, mentira dizer que envelhecer é nobre, uma ova ! Ando tendo paciência pra passar horas com um livro na mão, mas me recuso a mudar de sala no chat da internet. Ando inventando pratos na cozinha, já não me apraz os fast foods. Comprei como por ímpeto uma camisola e meias de lã, por que não mais dormir sensualmente semi despida e com os pés descalços ?
O que há de bom em acordar sempre antes de todos, tratar dos passarinhos e fazer o café ?
O que há de bom em perceber que todos os mais bonitos e sensuais são muito novos pra mim?
O que há de bom em ir a reuniões escolares do ensino médio ? Agora da Faculdade, rsss
Não, nada a comemorar !
Me resta a canção:

Parabéns pra você,
por mais vida perdida,
já passastes da idade,
Se aposenta querida !
Abnegada Abgail

Nenhum comentário:

Confira

Cronicas de Abnegada Abgail
Fotografias do Mundo
Crônicas de dores passíveis
Crônicas de amores possíveis
Artigos da Revista Telas e Artes