sexta-feira, 28 de setembro de 2007

A CADA DIA MAIS...




... amar tem de ser sinônimo de leveza, de paz, muita paz e principalmente de compreensão. Não quero pirar, corro de mais ansiedades. Te amo, estranho soaria se eu dissesse o contrário e quero tê-la a todos os segundos, minutos e horas do meu dia. Na impossibilidade, meu coração deve sorrir, afinal és dona de minha alma e na sua ausência canto a música que mais gosto, escrevo seu nome pela casa, estou pronto pra chuvas e trovoadas; para o sol, mesmo que seja noite. Acabo não tendo mais tempo e preocupação alguma, ser feliz me consome.

Nenhum comentário:

Confira

Cronicas de Abnegada Abgail
Fotografias do Mundo
Crônicas de dores passíveis
Crônicas de amores possíveis
Artigos da Revista Telas e Artes